terça-feira, 1 de julho de 2014

ADC:aec / To Die A Virgin



prometeste-me uma casa com mais portas que janelas, um jardim com mais bancos do que árvores, um mar com mais azul do que o céu. prometeste-me uma mão com a chave da poesia, uma cintura com os frutos do verão, uma boca com a água a dar conta da minha sede. prometeste-me uma camisa sem vincos, um cão que vivesse cem anos, um amor que em vez de cair, subisse por nós acima, alastrasse pelos livros, coasse a tristeza do tempo passar. 

(to be continued)

Sem comentários:

Enviar um comentário