terça-feira, 25 de junho de 2013

# 2



atira um saco de berlindes ao ar
e logo verás que o verão
não tarda a aquecer-te as mãos

sexta-feira, 21 de junho de 2013

# 1 do verão



não importa se chove
se morre o girassol
se desbotam as blusas
no estendal

o verão chega a tua
casa

pela porta grande
da alegria


domingo, 16 de junho de 2013

interrupção involuntária da primavera




A primavera está a dias de acabar... tinha prometido um poema por cada dia de primavera, cheguei aos 56... tendo em conta que foram mais os dias de inverno que os de primavera... talvez o saldo esteja a meu favor...

Vou interromper por uns tempos a bainha, para ela respirar e, quem sabe, coser-se com outras linhas. Mas o outono vai chegar depressa, prometo! E mais forte e condensado que nunca!

Beijinhos e um obrigado especial para todos os que foram incentivando este roteiro para a primavera de 2013.