domingo, 7 de abril de 2013

# 20



e tudo se resume a escrever num retrato, uma data, uma dedicatória, perpetuando-se um amor, perpetuando-se uma existência, anulando o tempo, com o próprio tempo. abril, 1921: ainda não morreram os poetas todos, nem foram escritas todas as palavras.

Sem comentários:

Enviar um comentário