quinta-feira, 21 de março de 2013

# 1




a primavera começa
quando perdes a conta
aos dias tristes
do silêncio

a casa abrindo as oliveiras 
enquanto sacode os livros cansados
do canto das sombras

as candeias do avesso
arejando como peças de seda
ao fim de tanto caminho

e depois um pássaro
riscando no ar
uma palavra que podia
ser nome

de flor


1 comentário: