terça-feira, 18 de dezembro de 2012

um beijinho, davas?



hoje escrevi-te uma carta de amor. arejei as costuras desse poema longo que é a promessa com que sou teu, nessa bainha do coração que sobe e desce, conforme chove e fazes mais falta ou está sol e se torna insuportável girar à volta do silêncio. hoje escrevi-te, dizia, uma carta de amor. comecei com o teu nome, coisa linda de repetir: enchi o papel todo com essa música. no final sobrou um cantinho para dizer as saudades. só não deu para te pedir um beijinho. davas, se pudesses?

1 comentário:

  1. "escrevi-te uma carta de amor"...??? Hoje em dia, só mesmo um imenso Poeta!

    ResponderEliminar