sábado, 1 de dezembro de 2012

chamando



o meu coração está mais forte. caiu tantas vezes que se reconstruiu como uma cidade preparada para a subida das águas e a sede dos incêndios. o meu coração está mais forte e podes perceber como se aguenta em pé: uma música a tocar com a cauda de um piano, uma galeria exposta, sonhos desenhados com o cuidado de durarem muito tempo. o meu coração está mais forte. podes entrar à vontade, já nem precisas bater à porta, por isso é que o fiz desse tecido etéreo que são as palavras: uma a uma, se prendendo numa estrofe segura, cantando, sussurrando, chamando.

Sem comentários:

Enviar um comentário