sábado, 3 de novembro de 2012




tu cabes no meu coração
porque és uma árvore
que descende da água

da cidade que flutua na noite acordada
da chuva que acende a praça

tu cabes no meu coração
porque iluminas o silêncio
com a música da tua manhã

e a tua tristeza na minha tristeza
faz uma roseira crescer
como uma criança feliz

tu cabes no meu coração
porque és um barco que flutua
carregando o peso do tempo

e a tua eternidade dá-me asas
e um poema para eu te chamar
cada vez que o amor regressa



Sem comentários:

Enviar um comentário