domingo, 12 de junho de 2011

POEMA COM PAUL MCCARTNEY




Eu posso esperar mais um dia. Não morro esta noite. Olho a cidade tomando um chá que dava para nós os dois. Posso esperar mais um dia, mas não é este o propósito de estar cantando. Deste lado, sabes bem, há um corpo que te quer levar a dançar. Uma música que é a asa cantante que nos faz esquecer que morremos. Eu posso esperar mais um dia, mas a morte não.

Sem comentários:

Enviar um comentário