domingo, 26 de junho de 2011

A NOITE





A noite estava para vir no teu regaço. Contente de regressar ao ventre imaculado do amor. Mas tu atrasaste-te, demoraste tanto tempo a escrever o meu nome. Agora a noite chegou sozinha. Fria. Alta demais para lhe tocarmos.

1 comentário:

  1. Daniel,

    Gostei muito de tudo o que vi, li e ouvi! Sobretudo do que li... Mas deixo em "A Noite" os meus parabéns, apenas porque Van Gogh (e este quadro,em particular) é o meu pintor de eleição!

    Um abraço.

    Clara

    ResponderEliminar