quarta-feira, 18 de maio de 2011

o primeiro dia




o primeiro dia foi feliz como uma palavra incendiada
por um pintor louco

aos poucos tudo se acendeu como se fosse a primeira vez
que deus inspeccionasse a sua criação

e aos poucos também
voltei a acreditar que é possível voltar a haver verão

por mais que morramos
antes do tempo


Sem comentários:

Enviar um comentário