segunda-feira, 23 de maio de 2011

LEVANTADO DO CHÃO




Levantei-me do chão. Tirei estas raízes pesadíssimas e ergui-me como um lado poente de uma árvore secular. Há muito tempo que não desadormecia com a luz alta da tarde. Senti os pássaros rente a mim. Já não eram o rendilhado riscado no céu que eu tinha de imaginar tocar-me. Agora sou eu quem os toca. Tocar um pássaro é como dançar sentado.

Sem comentários:

Enviar um comentário